Não era mais uma menina com um livro...

...era uma mulher com seu amante.

Clarice Lispector

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Instante

Se tanto me dói que as coisas passem
É porque cada instante em mim foi vivo
Na busca de um bem definitivo
Em que as coisas de Amor se eternizassem

Sophia de Mello Breyner Andresen

1 comentário:

Miguel disse...

Mas o Amor é mesmo eterno... (adorei o teu novo blog). Bj.

 
Designed by Susana Lopes